A Página Perdida de Camões

O jovem pesquisador, mestre em enigmas e fã de literatura, Santiago Porto, recebe de uma misteriosa e bela mulher a missão de desvendar a história real do poeta Luis Vaz de Camões e encontrar o seu maior segredo: a página perdida, um fragmento inédito de "Os Lusíadas" procurado por seitas e homens perigosos desde a publicação da epopéia há 440 anos. Oculta por enigmas, anagramas e charadas, sua descoberta pode revelar a localização da lendária Máquina do Mundo.

 

Enquanto um terrível serial killer aparentemente relacionado aos poemas de Camões tortura e mata suas vítimas deixando recados ameaçadores à polícia e à imprensa, Santiago - com ajuda de seus estranhos amigos e do acaso - infiltra-se em reuniões secretas, desvenda segredos seculares e aproxima-se, a cada dia, do maior tesouro da língua portuguesa ao mesmo tempo em que tenta salvar a própria vida.

 

.: O Projeto :.

 

Sempre que a história da concepção da obra A página perdida de Camões é contada em palestras ou entrevistas, os leitores tendem a relacionar o autor com o protagonista Santiago Porto, principalmente por causa do acontecimentos narrados no primeiro capítulo. Em breve, essa origem e detalhes sobre os 15 anos de pesquisa e dois anos de escrita serão relatados neste blog. 

 

 

 

O interessante é que a obra cumpre seus principais objetivos:

 

1. Ser uma história de ação, mistério, aventura e romance passada no presente, mas relacionada ao passado;

2. Ensinar sobre Camões, os Lusíadas e os períodos literários de maneira lúdica e natural, provando aos leitores o quanto o poeta pode ser rock'n roll;

3. Ensinar / refletir a respeito de outros assuntos também considerados chatos, mas que - na obra - ficaram realmente interessantes;

4. Contar uma história diferente, sem vínculo com o que a literatura brasileira costuma praticar e sem clichês;

5. Esconder, na obra, segredos, mistérios, easter-eggs, referências e homenagens. Alguns bem velados e outros mais explícitos.

 

Após a publicação ocorreu um fenômeno interessante que, hoje, pode ser considerado um sexto objetivo:

 

6. Ser adotada por escolas de todo o País como referência no ensino de Camões, literatura clássica e Os Lusíadas, me levando a palestrar sobre o tema para diversos estudantes.

 

A página perdida de Camões foi ilustrada por Valdivan Milici. A trilha sonora foi escrita pelo autor e transformada em música pela banda Polifônicos.

 

Visite os links oficiais de A página perdida de Camões:

 

Leia o 1º Capítulo de A página perdida de Camões 

A página perdida de Camões no Facebook

Trilha sonora completa com letras

A página perdida de Camões na Editora Évora / Generale

A página perdida de Camões no Skoob

Você pode comprar A página perdida de Camões em qualquer livraria ou pelos sites da Saraiva, da Editora Generale ou autografado e com desconto aqui.

 

Booktrailer de A página perdida de Camões

1/16

Luciano Milici :: Ficções é a página pessoal e o blog oficial do autor Luciano Milici. Todos os textos são de autoria própria, exceto quando citada a fonte/referência. Proibida a cópia digital ou impressa sem autorização escrita do autor e citação da autoria. Comentários no blog podem ser moderados de acordo com a qualidade do conteúdo. Contate luciano.milici@gmail.com

Luciano Milici :: 2015 ©